Hoje vou ser de areia e fogo

Hoje vou ser de areia e fogo_P2.jpg
imagem: Cassiano Rodka

por Clarice Casado

Nesta praia de belezas nada óbvias,
E de humores tão inconstantes,
De ventos avassaladores,
E de esperanças indefinidas,
Da lua que reflete na mesa de vidro da sala, dando um sinal de que retornará quando em êxtase,
De metamorfoses perambulantes,
E de ideias desconcertantes,
De olhos vagando na madrugada,
buscando memórias e engolindo mistérios –
Sim,
nela encontrei de novo meu reflexo, um pouco distorcido,
porém nada encabulado:
era aquela de antes,
mas agora perfumada de coragem, e de histórias de anoitecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s