O último pesadelo do Black Sabbath

Black Sabbath em SP 00.jpg

por Cassiano Rodka

Cruzes, anjos, demônios e um mar de camisetas pretas. A maior banda de metal do mundo havia anunciado o seu fim, portanto todos nós comparecemos no Estádio do Morumbi para presenciar esse grande funeral.

Às 20:30, as luzes se apagam e um enorme telão no fundo do palco mostra uma cidade em chamas. A câmera nos leva pelos corredores de um prédio onde nos deparamos com um ovo estilo Alien. A forma orgânica pulsa e se abre. De dentro, surge um demônio e a galera vibra. Com um pisão no chão, a cidade se destrói. A criatura cospe fogo e as labaredas escrevem BLACK SABBATH.

O show iniciou apropriadamente com a primeira faixa do primeiro disco do Black Sabbath, música que leva o nome da banda. Lenta e pesada, “Black Sabbath” é um bom exemplo do som que consagrou o grupo. A guitarra traz um riff arrastado contendo a famosa “nota do diabo”, um efeito dissonante muito usado no blues e que tornou-se uma característica na sonoridade do Black Sabbath.

Black Sabbath em SP 01.jpg
imagem: Cassiano Rodka

O guitarrista Tony Iommi declarou uma vez que a ideia da banda era fazer uma versão musical dos filmes de terror. Se as pessoas gostavam de se assustar assistindo filmes, por que não com música? Assim, os músicos desenvolveram uma forma de tocar que serviria perfeitamente como trilha de um pesadelo enquanto o baixista Geezer Butler se encarregava de escrever letras macabras para assustar os ouvintes na voz estridente do inigualável Ozzy Osbourne .

O show seguiu com o rock funkeado de “Fairies Wear Boots”, deixando claro que Tony Iommi é realmente o pai de todos os guitarristas. Seus riffs graves e solos de guitarra definiram o rock que escutamos hoje, desde Metallica a Queens of the Stone Age. O peso de “After Forever” e “Into the Void”, ambas do Master of Reality, deu continuidade ao desfile de bons riffs. A banda se mostrava afiadíssima e a mixagem da noite estava excelente!

Durante “Snowblind”, única canção tocada do álbum Volume 4, a chuva começou a apertar no Morumbi, o que só deixou o momento mais épico. Ozzy clamava por palmas durante a música: “Come on, let me see your fuckin’ hands!!”. Ao terminar a música, o vocalista vai até o microfone e brinca: “I’m siiiinging in the raaaain”. O apito de um trem deixa claro o que está por vir: a clássica “War Pigs”, uma das grandes músicas do rock de todos os tempos. A performance é certamente uma das coisas mais intensas que já vi ao vivo! O público acompanha a bateria com palmas, canta toda a letra e ainda entoa os solos no gogó em alto volume. Inesquecível!

Seguem dois clássicos do primeiro disco, “Behind the Wall of Sleep” e “N.I.B.” com o público acompanhando com coros de “hey” e palmas ritmadas. Ozzy é um excelente frontman e não deixa ninguém ficar parado por muito tempo. O baixista Geezer Butler é chamado para puxar um solo inicial para “N.I.B.” e faz todos cantarem o riff da música.

Black Sabbath em SP 02.jpg
imagem: Cassiano Rodka

A instrumental “Rat Salad” põe em evidência o talento de cada um dos músicos da banda, terminando em um solo de bateria de Tommy Clufetos. No fim do solo, o baterista mantém o som do bumbo anunciando que “Iron Man” está por vir. “I am Iron Man”, canta Ozzy e a galera entoa em uníssono o instrumental da música, que fecha apoteoticamente o set.

No bis, o grupo voltou com “Dirty Women”, única música do disco Technical Ecstasy a ser incluída na apresentação. “Children of the Grave” foi entoada em coro pela galera, o que me fez não perceber que Ozzy estava cantando a música meio fora do tom. Só fui conferir essa gafe após assistir o vídeo no YouTube. Dá nada, Ozzy! A galera ajudou. ;D

O bis final não poderia ser outro: o grande clássico “Paranoid”, uma das grandes músicas do metal, fechou a noite ao som de um dos riffs mais emblemáticos do gênero. Nada mais justo que a música que começou o heavy metal fosse a trilha do funeral mais foda que esse mundo já presenciou!

R.I.P. Black Sabbath!

Black Sabbath em SP 03.jpg
imagem: Vito Dall’Agnol Casado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s