Sozinha

sozinha_p2
imagem: José Calimero

por Marcella Marx

Ouço o canto dos pássaros
Calando dentro de mim

Quando só
Sinto as ondas chocando-se contra o meu sangue
E o vento correndo pelas minhas veias
Ouço o burburinho do silêncio
E sua infinita possibilidade

Em sendo só
Sou o voo
Sou a persistência das ondas
A inconstância do vento
Sou plena inquietude

Um comentário sobre “Sozinha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s