Pluma

pluma_p2
imagem: José Calimero

por Marcella Marx

Aqui estou
Nesta mente que me pertence
Por hora, à ela estou confinada,
Para ela faço escolhas
E como espectadora
Observo meu corpo
a arcar com suas sequelas

Aqui me faço ausente deste corpo
que carrega a potência de me libertar.
Se nos unirmos
Eu e Ele
Seremos capazes de desemaranhar os nós
E caminhar a despeito dela,
Recusando agir em seu nome.
Meus passos, não mais dela, Nossos.

Para onde me levarem,
Meu corpo irá,
Mesmo sem saber que logo ali
Alcançamos o final desta vereda,
O faremos com os olhos bem abertos
Testemunhando o nascer das plumas
Sob nossos braços

Exploraremos nosso voo
Ainda que ele dure poucos segundos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s