Paisagem do horizonte

Paisagem do horizonte_P2.jpg
imagem: José Calimero

por Marcella Marx

O chão treme um ruído grave.
As árvores caem em cascata.
A montanha se transforma em areia.
O mundo se dissolve pela janela.
Os olhos dela observam.
A cada fileira de árvores que despenca, uma parte de seu corpo se arrasta mais próxima à porta.
Ela não sabe esperar o medo.
Seus pés saem correndo ao seu encontro.
Ela de face ao medo.
O chão se desmancha sob seus pés.
Ela só tem o tempo de erguer uma das mãos.
Apenas sua mão entre o que é e o vir a ser.
Um pedacinho de sua carne agarrada ao concreto.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s