Discos de Natal

por Cassiano Rodka

Nada mais chato que canções de Natal, não é verdade? Mas, como tudo na vida, há exceções. Para quem quer entrar no clima natalino, mas sem sofrer nas mãos de coisas malignas como Simone, eu recomendo aqui alguns dos melhores álbuns de Natal que eu conheço.

xmas-weiland

Scott Weiland – The Most Wonderful Time of the Year
O eterno vocalista do Stone Temple Pilots deixou o mundo agora no final de 2015. Nada mais justo que prestar homenagem à essa grande figura e ainda garantir um clima natalino roqueiro à sua noite. O disco, na verdade, tem bastante orquestra e não muitas guitarras, mas há espaço para toques jazzísticos e reggae que resultam em boas versões para clássicos como “Winter Wonderland” e “Silent Night” – em uma impagável versão reggae com gingado latino. A voz de Weiland, por vezes, soa meio debochada nas baladas, mas não deixa de ser divertido escutar ele murmurando “I’ll Be Home for Christmas” em uma voz de quem está bêbado num bar e definitivamente não estará “home for Christmas”. Uma boa companhia para a noite!

xmas-johnzorn

John Zorn – A Dreamers Christmas
Para quem prefere um clima jazzístico, o álbum “A Dreamers Christmas” é a pedida. John Zorn desafia a sua banda The Dreamers a interpretar alguns clássicos natalinos e o resultado é bom demais. Com um timaço que inclui Trevor Dunn no baixo, Joey Baron na bateria, Marc Ribot na guitarra, Jamie Saft nos teclados, Cyro Baptista na percussão e Kenny Wollesen no vibrafone, o trabalho fica fácil. O disco é quase todo instrumental, mas fecha com a sempre brilhante participação de Mike Patton dominando “The Christmas Song”. Ótima trilha para manter o clima sem muita cantoria, lalalás e hohohos.

Xmas-DieRotenRosen.jpg

Die Roten Rosen ‎- Wir Warten Auf’s Christkind
Agora, se a ideia é dar um nó nas barbas do bom velhinho, o álbum ideal é este da banda punk alemã Die Toten Hosen. Assumindo o pseudônimo de Die Roten Rosen (“As Rosas Vermelhas”), os músicos mandam versões pesadas e cheias de referências à cocaína, dando um significado completamente diferente para o que seria um “White Christmas”. A versão deles para “Jingle Bells” é ótima, e a interpretação de “White Christmas”, certamente a melhor do mundo. Nã-nã-não! Sem spoilers! Ouça!

E um feliz Natal a todos vocês!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s