Aurora

aurora_p2
imagem: Alessandra Giacomin

por Isabel Dall’Agnol

Dos primeiros passos,
em que minhas
memórias são tuas,
quero que em ti
perpetuem.

Daqueles que sombreiam,
dos quais ergui em moldura,
espero que sigam sempre
nossos.

Daqueles que estão escondidos,
que fazem em mim segredo,
levo a herança e faço desenhos.

Daqueles que enfeitaram,
e me costuraram em pintura,
recolho e abrigo.

Daqueles que partem,
e já me desmancham o peito
em saudade,
declaro que serão sempre meus.

Daqueles que virão,
e serão tão meus quanto teus,
peço que desfrutes.
És o eterno inventor
do meu ser.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s