Fábula

fabula.jpg
imagem: Carla Lund

por Isabel Dall’Agnol

Desenhei e pintei do meu jeito.
Carreguei a utopia.
Iludi a imaginação.
Inventei repouso.
Esborrifei planos.
Fiz da trama um rascunho bonito.
Surgiria do acerto amalucado.

Rasgou-se em mentiras.
Espalhou-se em feridas.
Apagou-se em solidão.
Partiu-se a invenção.

Um coração envelheceu.
Olhos borraram.
Um amado se escondeu.
Lábios silenciaram.

O meu abrigo se desembrulhou
em tristeza.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s