História de Maria: as cores

historia-de-maria-as-cores_p2
imagem: Ana Nitzan

por Marcella Marx

Maria uma vez ouviu de um estranho uma frase perfeita pra ela. De vez em muito, quando isso acontecia, alguém na rua, ou num livro, ou num filme dizia alguma coisa que ficava soando e soando infinito dentro de seu ouvido interno. Às vezes, porque era difícil entender, mas outras, simplesmente porque era bom perceber que ela era assim, igual e diferente das outras pessoas.

– Você não tem medo das cores!

Foi o que Maria ouviu.

Era exatamente isso que ela desejaria que aquelas pessoas olhando de bico de olho soubessem quando ela vestia sua blusa favorita, “amarela otimista”, como ela apelidou o tom. Ou, quando ela desfilava seu chapéu “rosa euforia”, ou ainda então quando saia para passear com sua calça listrada.

Na verdade, Maria queria que as pessoas entendessem que não era somente das cores que ela não tinha medo.

Maria não tinha medo de ser diferente, mas sim de ser irremediavelmente igual!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s