Crônicas de Viagem – Nova Zelândia: chegando ao fim

Crônicas de Viagem - Nova Zelândia- chegando ao fim_P2.jpg
imagem: Ana Nitzan

por Marcella Marx

Continuamos viagem em direção à Queenstown com uma parada encantadora em Haast, onde visitamos as incríveis Blue Lagoons. Na Nova Zelândia, a cor azul é algo totalmente inesperado, um tom que nunca vi em nenhum outro lugar, que assusta os olhos de tanta beleza.

A estrada que leva à “cidade da rainha” é belíssima, com vários trechos cruzando lagos e montanhas e dezenas de paradas, um passeio por si só, que culmina na charmosa cidade aos pés dos Remarkables. Essa cadeia de montanhas espetaculares revela a cada momento do dia, uma visão diferente, de acordo com a luz incidente e as nuvens que a circundam. Outros passeios a serem feitos sem qualquer pressa são o caminho à beira do lago Wakatipu observando as árvores frondosas e o jardim das rosas coloridas que são uma festa aos sentidos. Ficamos acampados em Kingstown, cidade vizinha, e lá fizemos o nosso primeiro barbecue versão Neozelandesa.

Em Queenstown, reverenciamos o novo ano ao som de Dire Straits, numa linda e fria noite de lua cheia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s