A prece

Prece_P2.jpg
imagem: Cassiano Rodka

por Isabel Dall’Agnol

Que as borboletas amarelas
me carreguem da solidão.

Que litros d’água purifiquem
minha alma perdida.

Que a lua brilhante
ilumine meu caminho.

Que a brisa fresca varra
minha mente poluída.

Que o encanto do teu salto
seja um motivo para eu
sonhar outra vez.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s