História de Maria: amargor

hist de maria amargor_P2.jpg
imagem: Ana Nitzan

por Marcella Marx

Desde criança, Maria sabia que tinha algumas coisas na vida que precisavam ser feitas, mesmo não querendo ou não gostando. Lembrava-se muito bem de quando sua mãe, uma vez ao ano, colocava sobre a mesa o vidrinho de “óleo de fígado de bacalhau”. Uma colherada daquele líquido amarelado era o suficiente para alguns minutos de grande agonia. Mas, dizia sua mãe: nada comparado aos grandes benefícios futuros, quando ela ficasse mais velha. Maria não sabia ao certo quais eles seriam, mas tinha uma intuição de que era e seria sempre uma pessoa saudável graças ao bacalhau! Outro “remédio amargo” que Maria lembrava de ouvir seu avô dizer era: melhor ficar amarela agora, do que vermelha depois. De certa forma, o amarelo a lembrava do óleo de fígado e ela encarava aqueles pequenos “atos de coragem” como se fossem doses daquele xarope que precisavam ser tomadas de tempos em tempos. Maria acostumou-se ao sabor amargo da vida e chegou até a gostar dele. Lhe parecia que a doçura da vida ficava mais presente por causa daquelas “pequeninas pílulas” e ela não entendia como as pessoas passaram a não mais querer experimentá-las.
Ela imaginava se um dia numa farmácia pudéssemos encontrar dois frascos, o primeiro deles contendo o rótulo: amargo, consequências dramáticas, náusea e outras tantas inesperadas. Benefícios futuros: ausência de mágoas e problemas do coração.
No outro, lia-se: doce, sem consequências perceptíveis, felicidade instantânea, bem estar imediato. Benefícios futuros: nenhum ou, possivelmente, amargura.
Qual deles será que escolheriam?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s