Te quiero

tequiero
imagem: Lívia Dall’Agnol

por Isabel Dall’Agnol

As espumas, que pintam teu céu,
fazem do teu verde arte.
É nas tuas estradas que descanso a alma.
É nas tuas estradas que escrevo para ti.

Tua gente simpática me encanta.
Escondem-se na chuva, mas sempre exibem
o seu mate para o sol.
E, em cada sorriso, carregam uma história.

Em Montevideo, voo como um pássaro.
Gosto de passear por aquelas ruas e
de assistir ao pôr do sol na Rambla.
Vago lento no tempo…

O Centro e a Ciudad Vieja arrastam-me para o passado.
Mulheres abrem as janelas compridas das casas antigas,
enquanto homens e carruagens deslizam
pelas margens do Teatro Solis.

Perdi o fôlego ao me deitar em tuas dunas.
Perdi a hora na tua Laguna Negra.
Perdi o medo nas tuas praias.

Amo Cabo Polonio, do mesmo jeito que venero
a Colonia Del Sacramento.
Subir naqueles faróis foi como subir aos céus.
Não existem palavras para descrever o que encontrei lá.

Tua paisagem me confunde.
Sinto-me em casa.
Quero viver, para te ver mais uma vez.
Te quiero, Uruguay.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s