Tempo

tempo_bel.jpg
imagem: Lívia Dall’Agnol

por Isabel Dall’Agnol

Tempo,

Passe devagarzinho, para que eu possa ter certeza.
Cure, calmamente, a ferida aberta que carrego no peito.
Apague as minhas cicatrizes, se for preciso,
para que eu esqueça.
Definitivamente.
E se puder, acelere sem eu perceber,
porque não quero ter que te cuidar em relógios.
Se eu assim o fizer, terás corrido em vão.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s