Amor roedor

amorroedor
imagem: Cassiano Rodka

por Vito e Clarice Dall’Agnol Casado

O sábio ribeirinho recebeu da águia uma rata,
levou-a a sua casa, para não ficar sozinha na mata.
Junto com sua esposa, transformou-a numa menina,
para casá-la quando não fosse mais pequenina.

Escolheram o Deus do Sol, brilhante como ele só,
mas a menina não teve dó:
aquele marido não queria,
pois com ele, cinzas viraria.

Surgiu então o Deus das Nuvens, sombrio e obscuro,
mas ela não achou que ele era seu futuro.
Tal pretendente também não lhe servia,
porque não lhe agradava o som que o trovão produzia.

Então o Deus do Vento procuraram,
mas nada de forte nele encontraram.
Ela, assim, o rejeitou,
e outro marido procurou.

Apareceu o Deus das Montanhas, duro de coração,
que também não foi a solução.
Desejava ela alguém mais macio,
e um rato o Deus sugeriu.

Com o rato ela se contentou,
e em rata de volta ela se transformou.
Casaram-se rapidamente,
e viveram juntos eternamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s