Doce ilusão

doce ilusão.jpg
imagem: Lívia Dall’Agnol

por Isabel Dall’Agnol

Vejo o mar.
Cheiro a praia.
Na boca, o gosto de maragato.
Ouço vozes, gargalhadas.
Posso sentir a mão de vocês.
Já estou de olhos fechados.
Meus sentidos me carregaram para o passado.
Confortam meu coração, minha alma.
Então, abro os olhos.
Meus sentidos me enganaram.
É fácil.
Mas basta abrir os olhos que, junto com os meus sentidos, tudo se vai.
Mais nada faz sentido.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s