Eu, eu, eu (Um poema sobre Eu)

euxeueu2
imagem: Cassiano Rodka

por Cassiano Rodka

Só penso em Eu.
Quando acordo: Eu. Quando durmo: Eu também.
Ao longo do dia, sinto o mundo a se curvar.
Quando subo num banco, é Eu num altar.

Quando penso em nós, só dá Eu.
É melhor para os dois o que é bom para Eu.
O que é meu é propriedade intocável de Eu.
E o que é seu também deveria ser.

Quando Eu deseja silêncio, o universo deve se calar.
Porém se o barulho provém de Eu, ai de quem reclamar.
Eu é grande, Eu é pai. Eu é a salvação!
Eu salva. Mas salva quem? Salva Eu. E mais ninguém.

Ninguém me dá ordens, só respondo a Eu.
Eu é meu pastor e nada me faltará.
Tem gente que acredita em outros.
Mas, para mim, só há um.
Este Único. Ego Urgente.
Esfinge Utópica.
Eu, eu, EU!

EntendeU?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s