Estilhaços

estilhacos_P2.jpg
imagem: Cassiano Rodka

por Clarice Casado

Confere a tua força
Ninguém mandou pensarem
que eras perfeito.
Não valem os sons
Não valem as lutas
Passa longe das noites cruas.
De todas as dúvidas
a nossa ainda reina –
absoluta.
Não te procures no vento,
que é do tempo parente.
Resume-te, apenas.
Se te permites as lembranças,
o mergulho é sem volta.
A escolha é só tua:
sempre se pode permanecer
no escuro.
Da luz, não esperes nada.
Tudo o que se acalma termina?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s