Cyber Oráculo

oraculo2
imagem: Anelise Schutz

por Clarice Casado

Se todo final de ano chegasse rapidinho como este que está chegando, a vida não teria tanta graça assim. As pessoas não percebem, mas a rapidez é chata. Todo mundo quer que tudo passe voando: que o dia voe para não cansar tanto de trabalhar, que a semana se esvaia pelas mãos como água, que o mês corra esbaforido para se ter a boba impressão de que se fez muito (porém, na maior parte das vezes, não se fez nada de extraordinário) e que o ano se esgote o mais rápido possível, para que se comece bem o próximo ano, com aquelas bobagenzinhas de renovação e esperança etc etc etc, quando, em realidade, aquele novo ano será, de regra, igualzinho ao anterior, para a maior parte das criaturas.

O que seria super legal seria ter aquele lancezinho “maneiro” de bola de cristal, sabe? Aquela coisa de cigana, de garota maluca que prevê o futuro. Eu não acredito em nada disso, porque ser cética faz parte do meu show há muito tempo. Mas, senhoras e senhores, se há uma coisa em que eu acredito nesta minha ainda curta vida é no Cyber Oráculo. Cyber Oráculo? Você está mesmo se perguntando o que é isso, ou já sacou de cara sobre o que eu estou falando, leitor? Claro, ele mesmo, o Dr. Google! Não há nada que o notório Google não saiba, estou falando alguma mentira? Não existe, hoje, uma criatura sobre a face da terra (viva ou morta) que não tenha uma informaçãozinha sequer sobre si no Cyber Oráculo – estou errada?

E o Google não escolhe faixa etária: todo mundo sabe que o Google sabe tudo. Em um momento de aperto, dá-lhe Google! Aliás, aperto, propriamente dito, não existe mais, né? É só saber filtrar as informações (entre muita baboseira inconsequente e irresponsável, claro, vide a corrida eleitoral 2010…), e pronto. Você encontra rapidinho o que está querendo saber! Receita de massa ao funghi? Endereços de lojas e livrarias em qualquer lugar do mundo? Onde comer bem em Abu Dahbi? Pesquisas escolares e acadêmicas? Idade de alguma celebrity? Curiosidades ou idiotices em geral? Google it!

A minha filha, de quase cinco anos, me veio outro dia com essa, “Mamãe coloca no Google pra saber assim, se você faz um pedido pra uma estrela cadente, e se você contar o que você pediu pra uma pessoa, o pedido ainda assim se realiza?”. Não é uma coisa muito engraçada? Eu morri de rir por dentro, e disse, “Claro, filha, vamos pesquisar!”, e lá fomos, “estrela cadente pedido contar pra alguém se realiza?”, e veio um montão de informações, gente boa! Infelizmente não tinha nada especificamente respondendo a dúvida da minha filha, mas veio muita coisa, informações de astrônomos, físicos, tarólogos, videntes, ufa! Bom, a verdade, leitores, querendo, ou não, você acaba aprendendo alguma coisa com o Cyber Oráculo.

Bom, neste final de 2010, eu gostaria de perguntar ao Sr. Google, “Google, fala sério, o ano que vem vai ser diferente deste? Como vai ser a minha vida? O que vai acontecer comigo? Eu vou passar em algum concurso? Alguma coisa ruim vai está por vir?” É nesse exato momento em que me calo, solenemente. No dia em que o Google de fato conseguir ler mentes ou prever o futuro, que graça vai haver em viver? O saborzinho gostoso da vida está no imprevisto: nos minutos novinhos em folha que estão por começar, nas pessoas que irão cruzar o seu caminho, algumas deixando marcas e contribuindo de forma especial, outras apenas passando; nas comidas diferentes que você vai provar, no amor que você vai dar e receber, em tudo o que você vai aprender ou ensinar, tudo. Com o Google, ou com a vida mesmo, vá lá.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s