O que vem por aí

por Pedro Cunha

O verão está terminando nos EUA. Com o fim do verão, nós temos também o fim da temporada dos filmes infanto-juvenis e o início da temporada dos filmes que tem alguma pretensão mais séria no Oscar e nas outras premiações do início do ano. Dando uma pesquisada, montei um calendariozinho com algumas das estreias interessantes deste segundo semestre. Ou, pelo menos, aqueles que eu tenho mais vontade (ou curiosidade) de ver:

O Último Mestre do Ar (The Last Airbender, M. Night Shyamalan)

O que vem por aí 01.png

Estreia prevista: 20 de agosto de 2010

Num mundo fictício onde quatro nações dominam, cada uma delas, um elemento a nação do fogo rompe o equilíbrio e ataca as outras, buscando escravizá-las. Na nação dos andarilhos do ar surge então um “avatar”, alguém que surge com o poder de dominar os quatro elementos. O longa é baseado num mangá de sucesso, chamado “Avatar”, e promete, pelos trailers, estonteantes cenas de ação inclusive em 3D (transformadas depois, não geradas em 3D). Um filme de aventura e fantasia que parece, pelo que se diz, um belo espetáculo visual. O filme, que estreou nos EUA no início de julho está sendo malhado pela crítica: no Imdb tem nota 4.3 e no Rotten Tomatoes apenas 7% de avaliações positivas. Eu que já não sou muito fã do Shyamalan imagino que será uma bomba, mas vou querer ver no cinema. Hoje em dia, depois do horrível “Sinais” (Signs, 2002, uma das minhas maiores decepções cinematográficas), do previsível “A Vila” (The Village, 2004), do pretensioso “A Dama da Água” (The Lady of the Water) e do incompreensível “Fim dos Tempos” (The Happening, 2008) eu estou cada vez mais convencido que o genial “Sexto Sentido” (The Sixth Sense, 1999) é obra muito mais do talento do Haley Joel-Osment e da bela interpretação do Bruce Willis do que do diretor. Ou foi a sorte da vida dele, talvez. Enfim, pretendo ver “O Último Mestre do Ar” sem esperar absolutamente nada do filme. Ou pior: esperando uma bomba. As vezes é a melhor maneira de ir ao cinema…

Tron: Legacy (Joseph Kosinski)

O que vem por aí 02.png

Estreia prevista: 17 de dezembro

Como todo nerd que se preza eu sou fãzoca do original “Tron” (Steven Linsberger), de 1982. O filme é até meio revolucionário ao explorar o conceito de realidade virtual antes da grande popularização dos computadores e todo guri dos anos 80 era alucinado naquelas corridas de moto (que depois deram origem ao famigerado “jogo da cobrinha” nos celulares Nokia). O filme original ainda conta com o hoje oscarizado Jeff Bridges no papel principal. 28 anos depois essa sequência, produzida pelo diretor do original e dirigida pelo desconhecido Joseph Kosinski, tem Bridges novamente no filme e promete cenas de ação de tirar o fôlego. Como a estreia é mundial, ninguém tem falado sobre o filme, que está em pós-produção. Mas a expectativa é grande.

Tropa de Elite 2 (José Padilha)

o-que-vem-por-ai-03

Estreia prevista: 8 de outubro

Um dos maiores sucessos da recente retomada do cinema nacional tem a sua continuação nesse ano. Wagner Moura volta a viver o Capitão Nascimento, personagem que já faz parte da galeria dos tipos fundamentais da história do cinema brasileiro. Quinze anos depois do primeiro longa Nascimento agora é Secretário de Segurança do Rio de Janeiro e tem que lidar com políticos, intrigas e corrupção. Além disso busca aproximar-se do filho, com quem tem uma relação difícil. A trama do filme desenrola-se a partir do sequestro do filho do eterno capitão pelo crime organizado do Rio de Janeiro. Não sei se essa sequência vai conseguir a mesma repercussão do primeiro filme, que muito se deveu ao ineditismo, mas também pretendo conferir na tela grande.

Wall Street 2: O Dinheiro Nunca Dorme (Wall Street 2: Money Never Sleeps)

o-que-vem-por-ai-04

Estreia prevista: 24 de setembro

Oliver Stone já declarou em entrevistas que o filme, no qual ele já pensava a algum tempo, começou a deslanchar mesmo depois da grande crise de 2008. Ele traz de volta Gordon Gekko, novamente encarnado por Michael Douglas e um personagem icônico dos anos 80 e da geração yuppie de Wall Street. O filme traz um jovem ator do qual eu gosto muito, Shia LaBeuff, como o jovem corretor que tem que escolher entre as lições de Gekko e o dinheiro fácil ou a relação que tem com a filha de Gekko, a lindinha Carey Mulligan, que odeia o pai e quer o namorado longe dele. Stone é um diretor que gosta desses temas polêmicos e costuma tratá-los com profundidade, então vamos ver o que ele nos apresenta…

You Will Meet a Tall Dark Stranger (Woody Allen)

O que vem por aí 05.png

Estreia prevista: 17 de dezembro

Um filme de Woody Allen que vai estrear no Brasil só dois meses depois do lançamento!! Bom, em se tratando de Woody Allen eu sou completamente suspeito, já que talvez seja o cineasta de quem eu mais gosto (é diferente de achá-lo o melhor, enfim). Mas é fato que no fim dos anos 90 e começo dos 2000 o diretor nova-iorquino andou numa onda meio baixa e muita gente questionou se a fonte havia secado. “Match Point” (2005), talvez seu melhor filme, na opinião dele mesmo, marca o início de uma nova fase, que inclui filmar em novos lugares. “You Will Meet a Tall Dark Stranger” foi rodado em Londres, como “Match Point”, “Scoop” (2006) e “O Sonho de Cassandra” (Cassandra’s Dream, 2007). O elenco conta com Anthony Hopkins, Antonio Banderas e Naomi Watts. O roteiro parece tratar das relações entre dois casais insatisfeitos com suas vidas mundanas e que a partir daí buscam sentido para as suas vidas. Ou seja, é Allen puro, e lembra o recente (e ótimo) “Tudo Pode dar Certo” (Whatever Works, 2009).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s