A menina do telhado

ameninadotelhado
imagem: Anelise Schutz

por Marcella Marx

Sentada sobre o telhado, ela saboreava uma maçã.
Lá de cima, usufruía de seu passatempo predileto: observar.
Chegava da escola, mal engolia o almoço e já se punha a escalar o parapeito da janela.
De lá até a primeira telha era um pulo.
A mãe gritava:

− Isoleta, desça já daí, venha fazer o dever de casa menina!

Mas Isoleta, entretida com os movimentos de Dona Maria aparando as rosas, nem sequer a ouvia.
Ia à feira com a mãe, e logo que passavam por uma barraca de maçãs, o cheiro a deixava com água na boca e vontade de estar lá em cima do telhado.

− Mãe, as maçãs!
− Meio quilo das mais vermelhinhas, por favor.

Ficava pensando que cenas incríveis poderia estar perdendo e apressava a mãe carregando as sacolas.
Certa vez, lá de cima, viu um homem velho caminhar lentamente carregando uma bengala e um pesado casaco de veludo marrom – em pleno verão!
Esta cena passou a se repetir todos os dias.
Era só Isoleta subir, que o homem atravessava a rua – sempre com seu casaco de veludo.
Dia desses, Isoleta decidiu ir ao encontro do homem e oferecer-se para ajudá-lo com a sacola
(puro interesse, ela queria mesmo era saciar sua curiosidade).

− Boa tarde, senhor. Posso ajudá-lo com a sacola?
− Obrigada.

E no caminho, conversaram. Ela contou sobre como o via todos os dias quando se sentava no telhado. E perguntou, meio envergonhada, porque ele usava um casaco tão quente no verão.
Daquele dia em diante, Isoleta passava suas tardes sentada numa confortável cadeira de balanço ouvindo belas histórias de bondes, pensões, viagens de navio e tantas outras coisas que nunca havia visto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s