Inimigo meu

inimigomeu
imagem: Cassiano Rodka

por Clarice Casado

Eis aqui, senhoras e senhores:
Estão desapontados?
Esta sou eu.
Esperando que alguém me contrarie.
Entendendo as mágoas de quem me cerca.
Etérea?
O faço há muito tempo.
Não me perguntem como:
Aconteço, apenas.
É uma arte.
Morro de medo dos poemas que ainda não escrevi.
Fujo apavorada dos poemas que me dizem demais.
Escondo-me das histórias que querem ser escritas.
Mergulho no escuro.
Adivinho pensamentos.
Perturbo o sono alheio.
(Descaradamente)
Desenho meus próprios sonhos.
(Conscientemente)
Sofro calada.
(Sistematicamente)
Anseio.
(Incessantemente)
Desafiem-me mais uma vez:
Garanto que faço (tudo) muito melhor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s