Incógnito

incognito

por Clarice Casado

Dos nossos cheiros
Das nossas mágoas
Dos nossos tempos perdidos
Das razões encontradas –
Nada restou

Poeira de dias
há muito deixados
Memórias dos sonhos
em ti escondidos
Me agarram
Me levam
Dilaceram
todos os pedaços meus:
as malhas invisíveis
de minha existência

Trazidas de volta
a ti
em ti
para o teu deleite
e desgaste

Em mim encontraste
o que não buscavas:
em ti
permaneci.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s