Tu

tu

por Clarice Casado

Do meu vício em ti
tudo se sabe
pouco se diz:
intenso mergulho.

Da exata imensidão
da tua ausência
(tão presente)
só quero a força:
não quero os restos.

Respiro os desejos
os delírios
os erros
os cheiros
da sublime consciência
do meu vício em ti.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s