Papel-toalha

Papel-toalha_P2.JPG
imagem: Cassiano Rodka

por Cassiano Rodka

A David Gordon Green, Mathias Eick e, por fim, à Miranda

E quando o caminho não acompanha o passo? E as linhas do mapa passam a ser um emaranhado de possíveis venturas? Nos perdemos do guia e ainda por cima chove, sem falar na névoa. Cadê a estrada de tijolos amarelos? Por onde se esconde o Mestre dos Magos? Até mesmo o piscar crescente e incômodo do taxímetro seria um conforto. Mas o bumerangue foi mais longe do que o alcance da mão e a apatia dos filhos do vizinho vence a vontade de escalar o telhado. Desistir, voltar atrás, sentar e chorar, fingir que não viu… São todas opções. Mas, aqui onde eu vivo, a gente segue em frente. Como um trompete que improvisa costurando os acordes de um piano, nós pegamos um papel-toalha e fazemos dele um coador de café. Um origami de dona de casa, assim como um astuto remendo na calça ou um porta-lápis de garrafa PET. Melhor que vestir o luto no desconforto do fraque. Ou puxar o breque no aborto da luta. Se parece ter fim a via, criamos melodia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s