Para sua mãe gostar de Patton

mondomike

por Cassiano Rodka

Eu sou um pattonmaníaco há 16 anos. Era certo que em algum momento eu me veria escrevendo sobre ele nesta seção. Pois bem, este dia chegou.

Desde que o vinil de “The Real Thing” entrou na minha casa, minha mãe passou a ouvir Mike Patton. Querendo ou não. O filho dela escutava “Surprise! You’re Dead!” inúmeras vezes seguidas, tocava “Easy” no piano, cantava “Spanish Eyes” no banho, berrava “Caffeine” no quarto. Minha mãe chamava “Edge of the World” de “a música que a família inteira sabe cantar”. Ela sabia recitar trechos da entrevista que o Zeca Camargo fez com o Mike Patton na MTV e – olha que cool! – sabia a letra de um lado B de single do Faith No More, a cover do Brothers Four “Greenfields”.

Se você está se lamentando por não ter uma mãe tão cool quanto a minha, não se preocupe: a partir de hoje, tudo vai mudar!

Tudo porque o Mike Patton estreou um novo projeto, intitulado Mondo Cane. A formação da mega banda conta com Mike nos vocais, uma banda (guitarra, baixo, bateria, percussão e eletrônicos) acompanhados da Orchestra Filarmonica Arturo Toscanini e um coro de quatro vozes. Em parceria com o trompetista Roy Paci, Patton arranjou canções italianas dos anos 50 e 60 de compositores como Adriano Celentano, Fred Buscaglione e Ennio Morricone. Foram realizadas duas apresentações para o projeto: dia 25 de maio na cidade de Modena e dia 26 de maio em Salsomaggiore. O Mondo Cane apresentou 23 músicas que foram gravadas ao vivo e devem ser lançadas no primeiro semestre de 2008. Demorado demais para a geração internet. Os mais inquietos para escutar a façanha – sim me incluo aqui! – conseguem facilmente baixar uma gravação do show de Modena feita por um membro da plateia. O resultado é de deixar qualquer mãe feliz! Patton assume o grande crooner que sempre foi e manda versos em italiano como “Lei mi amava, mi odiava, mi amava, mi odiava, era contro di me”. Os arranjos são belíssimos e a voz de Patton fecha perfeitamente para as canções. Mas em meio à várias baladonas para deixar a mama orgulhosa, há alguns momentos em que Patton nos lembra quem está no comando em faixas como “Che notte” e “L’Urlo Negro”. A primeira conta com um arranjo maluco que caberia perfeitamente no primeiro álbum do Mr. Bungle, e a segunda é uma cover da banda de heavy metal The Blackmen, cantada por Patton aos berros. A escolhas da canções não foi nada óbvia, não há clássicos como “Volare”, mas músicas que fazem a cabeça de Patton. E a alegria de Mike cantando essas músicas é evidente. Assim como será a sua ao ver a sua mãe pedindo o iPod emprestado para ouvir “aquele roqueiro doido que canta em italiano”. Então não perca mais tempo e baixe o Mondo Cane!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s