Chico volta a cantar

por Cassiano Rodka

“Voltei a cantar
Porque senti saudade
Do tempo em que eu andava na cidade
Com sustenidos e bemóis
Desenhados na minha voz
E a saudade rola, rola
Como um disco de vitrola
Começo a recordar
Cantando em tom maior
E acabo no tom menor

Ó, meu samba, velho amigo
Novamente estou contigo
Tua vida me transtorna
Bom filho à casa torna
De ti nunca me esqueci
Voltei a cantar”

Com esses versos, escritos em 1939 por Lamartine Babo, Chico Buarque iniciou seu show no dia 30 de março em Porto Alegre, deixando claro que nem a literatura, nem o futebol conseguem mantê-lo por muito tempo afastado da paixão pela música. Com cinco apresentações lotadas no Teatro do Sesi, ficou provado que o lugar de Chico é mesmo no palco.

Quando a silhueta do cantor apareceu em uma tela branca onde se lia uma poesia-partitura de Villa-Lobos, a plateia aplaudiu e vibrou em alto volume. A tela se levanta, revelando o compositor, que se põe ao microfone no centro do palco desabafando “Voltei a cantar”. Durante o show, Chico apresenta todas as canções do seu mais recente lançamento, o disco “Carioca”, intercaladas por canções das mais diversas épocas de sua vida. O compositor não abre muito espaço para os grandes hits de sua carreira, mas não se enganem, há vários clássicos no repertório, incluindo “Mil perdões”, “Eu te amo” e “Morena de Angola”, em que o músico toca calimba, um instrumento africano composto de uma caixa de madeira com linguetas de metal que produzem som ao serem dedilhadas com os polegares. Considerando que uma canção como “A banda” tem 40 anos de idade, dá para entender perfeitamente a sua exclusão. Chico montou um setlist impecável que mantém o espetáculo interessante durante todo o tempo. Em quase duas horas de apresentação, 33 músicas são tocadas pelo cantor e sua banda. Os músicos que acompanham Chico são excelentes e muitas vezes trocam de instrumento para atender às necessidades de cada canção. A tecladista Bia Paes Leme faz um dueto com o compositor na música “Imagina”, composta em parceria com Tom Jobim em 1983 para o filme “Para viver um grande amor”, de Miguel Faria Jr. Outro que toma o centro do palco ao lado de Chico Buarque é o baterista Wilson das Neves, que divide os vocais de “Grande Hotel”, gravada no disco “O som sagrado”. Sua animação ao microfone levanta a galera, que aplaude com entusiasmo o músico. O show conta com felizes surpresas para os fãs do cantor. Uma delas é “Bye Bye Brasil”, que estreia nessa turnê com um novo arranjo feito pelo violonista Luiz Cláudio Ramos. “Cantando no Toró” também aparece inesperadamente no repertório e conquista a plateia facilmente com seus contagiantes versos: “Sambando na lama de sapato branco, glorioso / Um grande artista tem que estar feliz / Sambando na lama e salvando o verniz”. Fiquei especialmente surpreso com a inclusão de três músicas do álbum “O grande circo místico”, composto em 1982 em parceria com Edu Lobo. As músicas infantis de Chico não costumam encontrar espaço nas apresentações do cantor, mas no show “Carioca”, temos o prazer de ouvir “A história de Lily Braun”, “A bela e a fera” e “Na carreira”, tocada apropriadamente no encerramento do show com Chico entoando ” Hora de ir embora / Quando o corpo quer ficar / Toda alma de artista quer partir / Arte de deixar algum lugar / Quando não se tem pra onde ir”.

Chico presenteia a plateia com dois bis. Em seu primeiro retorno ao palco, ele canta “Sem Compromisso” e “Deixe a Menina”, ambas cantadas em coro pela multidão que levanta das cadeiras para dançar. Como se não fosse o bastante, ele retorna com os acordes de “Quem te viu, quem te vê”, que fazem surgir as lágrimas no rosto de todo grande chicólatra. Quem não chorou nessa, chorou na última canção do show, “João e Maria”, cantada em coro. Fim de show, satisfação geral. Chico deixa o palco e uma plateia sorridente. Pela lei do Chico, a gente era obrigado a ser feliz.

ShowdoChico.jpg
imagem: Cassiano Rodka

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s