Educação sexual

edsex.jpg

por Clarice Casado

No setor de livros infantis de uma grande livraria da cidade, uma mãe ajuda o filho pequeno a escolher títulos para a sua biblioteca.

O menino escolhe alguns livrinhos, e logo vai correndo até um mini aparelho de som instalado perto dos livros, com CDs infantis para ouvir e com um fone de ouvidos um pouco gigantesco para as pequenas cabeças das crianças. O menino ouve e sorri.

A mãe do menino, observando de longe, percebe que uma menina de uns seis ou sete anos aproxima-se do menino e coloca, gentilmente, uma cadeirinha para que o menino sente-se enquanto ouve música. Pensa consigo: “É impressionante como as mulheres começam a desenvolver cedo os mecanismos de sedução!”.

O menino logo se cansa, vêm até a mãe, e lhe sussurra ao ouvido, “Mamãe, você não vai falar pra ela, mas eu achei tão carinhosa aquela menina…”. A mãe sorri, achando a maior graça, e confirmando seu pensamento anterior: “Funcionou…!”.

A menininha vem, fica meio que rondando a mãe e o menino. A mãe do menino pensa por onde andará a mãe da menina. Tão pequena, ali, solta.

O filho continua olhando outros livrinhos, senta em uma mesinha e vira as páginas com entusiasmo. A menina dirige-se a uma das prateleiras, olha fixo para um livro grande, de capa dura e branca, com desenhos de uma uma menina e um menino peladinhos. A mãe do menino confere o título: “De onde eu vim?”, ou algo parecido. A menina comenta para ela mesma, “Hum, este deve ser legal”. Vai sentar na mesinha, começa a virar as páginas. A mãe do menino ainda não consegue perceber se ela sabe ler ou não. “Ah, que bonitinho isso daqui!”, e continua folheando o livro. Para em uma página, enquanto a mãe do menino acompanha, curiosa, os olhinhos vivos da menina ao ver o livro: “Ih, isso daqui eu não entendi”. A mãe do menino olha furtivamente para a página: espermatozoides desenhados, um bando deles, nadando em direção a um óvulo. “Iiihhh…”. A menina se aproxima da mãe do menino, (que já está em pânico!), com o livro nas mãos: “O que é isto daqui, parecem uns peixinhos, eu não entendi”. A mãe do menino pensa, “Era só o que me faltava ensinar sexo para uma menina de seis anos desconhecida em uma livraria, eu mereço!”. A mãe do menino olha o livro e pergunta, “Você sabe ler?”, e ela, “Não”. (Ufa, menos mal, que alívio). A mãe do menino percorre nervosa os olhos pela livraria, tentando localizar a mãe da menina, sendo que ela não faz a mínima ideia de como a mulher é. A menina pergunta de novo, e a mãe do menino, pega absolutamente de surpresa, imaginando que seria uma loucura começar a explicar sexo pra menina, vai que a mãe dela aparece, e pensa, “O que esta doida pensa que está falando pra minha filha, sem minha autorização?!”, e a mãe do menino apenas diz, “Ah, este livro não é para a sua idade, pega outro ali, vai!”. A menina olha com cara de decepção para a mãe do menino. Grita pela mãe dela, que demora a aparecer, mas aparece, e a menina vai dizendo, enquanto a mãe do menino meio que se esconde atrás de outro livro, “Eu não entendi isso daqui e daí ela falou para eu pegar outro”, e a mãe da menina segura o livro, olha a capa, “Ah…”, fica uns segundos pensando no que vai fazer, “Ai, meu Deus, não esperava ter que dar aulas de sexo para a minha filha de seis anos no meio de uma livraria de shopping em frente a estranhos!”, mas, não perde o rebolado: pega umas almofadas do chão, senta-se com a menina, e começa a explicar tudinho, com o jeito mais doce do mundo.

A mãe do menino finge que está lendo um livro do Harry Potter, mas em realidade fica ouvindo atentamente a “companheira de luta” em um dos momentos mais difíceis do doce ofício. Inesperado tão esperado. Um dia ia ser a sua vez também, e queria estar preparada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s